-->




-->



-->
Casal transando no capô de carro agita distrito de Vilhena e polícia é chamada


Um homem de 27 anos e uma mulher de 31 anos foram detidos na manhã deste domingo (9) após serem flagrados praticando relação sexual em cima do capô de um carro estacionado em uma via pública do distrito do São Lourenço, região de Vilhena.

De acordo com a Polícia Militar (PM), populares que estavam na localidade presenciaram o ato e acionaram a polícia. O casal foi encaminhado até a Unisp, onde foram autuados por ato obsceno em via pública.

PUBLICIDADE 

Aos policiais, a mulher se apresentou como militar do exército brasileiro, fornecendo sua carteira oficial. O homem que estava com ela, foi desligado do exército em fevereiro deste ano, segundo narrado pela PM, na ocorrência policial. No veículo deles, foi apreendido um simulacro de arma de fogo.

AINDA EM RONDÔNIA 

Menina de 12 anos morre afogada enquanto tomava banho de rio com irmãos


Uma menina de 12 anos morreu afogada no último fim de semana, enquanto nadava com dois irmãos nas águas do rio Jaru, em Jaru (RO), município a cerca de 290 quilômetros de Porto Velho. Segundo a Polícia Militar (PM), o corpo da vítima foi encontrado pelo próprio responsável da garota, minutos após ela ter submergido.

O fato aconteceu na tarde de sábado (8), quando a família estava em momentos de lazer, nas margens do rio Jaru, em uma propriedade rural, localizada na Linha 608.

O responsável pela garota contou a PM que estava próximo dos três menores, quando resolveu pescar em uma área mais afastada e ordenou que eles não entrassem no rio.

Porém, a menina e os irmãos entraram na água para se refrescar e momentos depois, ela começou a gritar por socorro e se afogou. Ao ouvir os gritos, o responsável pela jovem correu até o local e iniciou as buscas com o auxílio de populares que estavam no local.

Após cerca de 15 minutos de buscas, o homem encontrou o corpo da vítima a 200 metros de onde havia se afogado. Ele tentou reanimar a garota, mas ela estava sem vida.

A perícia técnica compareceu ao local para os trabalhos investigativos e, posteriormente, o corpo da vítima foi liberado a uma funerária de plantão. O caso foi registrado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Jaru. ​

 



Fonte vilhena noticias / rondoniaovivo


Outros Destaques
-->

-->
Mais Notícias
-->


-->