Chuvas podem predominar em Rondônia até 14 de janeiro, diz Inmet


O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) previu que as chuvas em Rondônia devem persistir até a próxima segunda-feira (14). "Não é nada fora do normal, mas são intensas mesmo", disse a meteorologista Naiane Araújo.

O Inmet emitiu no início da tarde desta quarta-feira (9) um alerta de chuvas intensas para todo o estado, que vale até a manhã de quinta-feira (10).

Durante esta semana, Naiane informou que há chances das chuvas darem uma desintensificada no volume, mas a previsão é de que se estendam intensas até dia 14 de janeiro em todo o estado.

"Amanhã (quinta-feira), por exemplo, percebemos que na parte da manhã ela dá uma desintensificada. Porém, a tarde pode voltar a ter pancadas de chuvas fortes, principalmente no oeste e no centro-norte de Rondônia", detalhou a meteorologista.

Inmet disparou alerta amarelo para todo o estado nesta quarta-feira (9). — Foto: Reprodução/Inmet

Ao G1, Naiane Araújo explicou que as pancadas intensas seguirão assim até pelo menos fevereiro, dando uma aliviada a partir de março. "O trimestre mais chuvoso é dezembro, janeiro e fevereiro. Março é quando as chuvas começam a cessar um pouco", ressaltou.

"O estado todo está na rota da chuva", confirmou Naiane.
Sobre o alerta amarelo, o Inmet pontuou que há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos ou descargas elétricas, mas não descartou possíveis incidências. "É um alerta de atenção, independente do grau de perigo", complementou a meteorologista.

Dicas

Para esta quarta, o Inmet também fez as seguintes recomendações:

Em caso de rajadas de vento, é importante não se abrigar debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas;

Evite usar aparelhos eletrônicos ligados a tomadas;

Não é recomendado estacionar veículos perto de torres de transmissão e de placas de propaganda;

Em caso de necessidade, é possível buscar mais informações junto à Defesa Civil, no telefone 199, e ao Corpo de Bombeiros, pelo 193.

Uso de barco

Na manhã desta quarta, a chuva intensa que encobriu Porto Velho causou transtornos para os moradores da cidade. O volume de água que caiu na capital foi tão grande, que passageiros de transporte público precisaram ser resgatados de barco por causa dos alagamentos.

Na região leste da capital, avenidas de tráfego intenso, como a Amazonas, Pinheiro Machado e José Vieira Caúla ficaram inundadas e motoristas tiveram dificuldades para driblar o acúmulo de água nas vias.

Segundo o Inmet, até meados da tarde desta quarta choveu o equivalente a 104,6ml, representando pouco mais de 30% para a média do mês, que é de 320,9ml. Entre 5h e 6h, já tinha chovido 53mm.

Também por conta da forte chuva, o Hospital Infantil Cosme e Damião da capital ficou alagado. Segundo a direção da unidade, providências já foram tomadas juntamente com Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para solucionar o problema.

Ruas de Ariquemes inundadas

Na região do Vale do Jamari, a situação não foi diferente. Cerca de 6h de chuva foram suficientes para inundar as ruas de Ariquemes, que também encobriu a cidade nesta quarta e causou transtornos para o fluxo de veículos.

Os bairros com relevo mais baixo apresentam situação mais crítica. Trechos da Avenida Canaã e da Capitão Sílvio também estavam sob a enxurrada.

Apesar do longo período de chuva, o Corpo de Bombeiros informou ao G1 que não recebeu nenhum chamado para socorrer moradores. Segundo o Inmet, choveu pelo menos 69ml.

Carro arrastado em Ouro Preto

O município de Ouro Preto do Oeste teve vários pontos de alagamento após chuva intensa. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, em um ponto da cidade, um automóvel foi arrastado pela força da correnteza.

Um dos pontos mais críticos foi na avenida Governador Jorge Teixeira, no bairro Jardim Novo Horizonte. A forte chuva deixou a avenida totalmente alagada.

 



Fonte g1 rondonia


Outros Destaques

-->
Mais Notícias


-->