-->




-->



-->
Pastora da Assembléia de Deus ignora apelos e se joga de viaduto


O meio evangélico vive um momento sombrio com repetidos casos de suicídio entre fiéis, em especial lideranças, que sucumbem às pressões do cotidiano, depressão e outras aflições. O caso mais recente envolve uma pastora que se atirou de um viaduto no Rio de Janeiro.

Identificada como Maria Helena, a mulher que se suicidou seria pastora de uma Assembleia de Deus. O caso foi registrado na quarta-feira da semana passada, 08 de maio, na ponte Madureira, próxima à rodoviária Novo Rio.

Nas redes sociais, pessoas que presenciaram o momento filmaram o suicídio da pastora e compartilharam o vídeo nas redes sociais. De acordo com informações do portal Pleno News, uma missionária da denominação revelou que antes de se jogar do viaduto, as pessoas que passavam no local tentaram convencer Maria Helena a não se jogar.

“Quando identificada por alguns conhecidos, muitas tentativas foram feitas para que Maria Helena desistisse de tirar sua própria vida. Um cordão humano de oração começou ser feito para sensibilizar a missionária e fazê-la desistir. Mas não teve jeito, assim que ela percebeu que alguém viria para resgatá-la, ela se jogou”, declarou a missionária Edna Alves.

Os relatos são de que a pastora sofria de depressão e vivia em Vila Kennedy, zona oeste da capital fluminense. “Depressão é algo muito grave e não escolhe classe social, crença, se a pessoa é bonita ou feia… Precisamos levar com mais seriedade e ajudar de verdade quem precisa e não achar que isso é frescura ou besteira!”, escreveu Rita Santos em uma publicação sobre o episódio em uma página no Facebook.



Fonte aconteceagora.com.br


Outros Destaques
-->

-->
Mais Notícias
-->


-->