Pescador encontrou garoto de 5 anos que morreu afogado no rio Guaporé, em Pimenteiras; cidade se comove




Pescador encontrou garoto de 5 anos que morreu afogado no rio Guaporé, em Pimenteiras; cidade se comove


Embora quatro mergulhadores (3 de Vilhena e um de Cerejeiras) do Corpo de Bombeiros tenham passado cerca de 6 horas embaixo das águas do rio Guaporé, tentando resgatar o corpo do pequeno Guilherme Henrique Cirilo Rieling, de apenas 5 anos, desaparecido na tarde de domingo, 11, ao cair do barco no qual estava com o pai e um tio, foi o pescador João Branco e sua esposa que encontraram, na tarde de ontem (segunda-feira, 12)  o garoto já sem vida. O casal fez imagens do resgate, as mesmas que ilustram esta reportagem.

A reportagem conversou com um dos Bombeiros que atuaram na tentativa de resgate, e ele disse que, como o rio está muito cheio, a correnteza ficou mais forte. Por isso, o menino foi levado para tão longe de onde havia caído. O entrevistado disse que o cadáver estava boiando a cerca de 8 km do local onde havia desaparecido.

O corpo de Guilherme foi levado para o necrotério do hospital São Lucas no município de Cerejeiras, onde passou por necropsia, e depois liberado para a família realizar o velório e sepultamento, que aconteceu às 10:00h de hoje, sob comoção da cidade, que se mobilizou nas buscas e que tenta agora consolar a família.

 



Fonte folha do sul


Outros Destaques

Mais Notícias