Caso Rafael: mãe confessa que estrangulou filho com corda de varal; ele se debateu até a morte

Neste sábado, 27 de junho, a mãe do menino Rafael, de apenas 11 anos de idade, deu um depoimento à Polícia Civil, no qual confessa que matou o menino estrangulado. Antes, Alexandra Dougokenski dizia que matou o garoto sem querer. Agora ela dá detalhes de como teria tirado a vida da criança, usando para isso uma corda de varal. 

O delegado do caso, Eibert Moreira Neto, falou sobre o assunto em entrevista ao portal de notícias UOL neste domingo. Agora Alexandra Dougokenski diz que usou um remédio de ansiedade com o filho e que, na sequência, acabou realmente matando a criança com uma corda de varal. O menino, no entanto, teria acordado dos remédios e se debatido. 

VEJA+ Trágico: Motociclista morre em acidente na BR-364

“Ele se debateu, caiu e machucou a costela. Ele tem uma lesão, comprovada na necropsia. Ela não conseguiu acompanhar a cena. Saiu do quarto e deixou ele asfixiando”, disse o delegado ao falar sobre o assunto que acabou gerando grande repercussão. 

Ainda de acordo com o delegado, a mãe do menino Rafael sempre foi muito metódica e que não aceitava ser desrespeitada. Isso teria levado ao crime. Com o novo depoimento, a mãe de Rafael deve ser indiciada por homicídio culposo, quando há a intenção de matar. 

Ela gostava de dominar a situação com os filhos e com as pessoas do convívio dela. Tudo que saía fora da normalidade, para ela se tornava uma situação de extremo incômodo”, disse o delegado ao falar sobre o tema. O assunto acabou gerando grande repercussão.

Fonte 1news