Pai de assassino de modelo se matou após filho dizer: “Matei a Kimberly”

O pai de Rafael Fernandes Rodrigues, 31, assassino confesso da modelo e miss Manicoré Kimberly Karen Mota, 22 anos, recebeu a ligação do filho assim que o acusado cometeu o crime. “Matei a Kimberly”, teria dito o jovem. Após aconselhar que o filho se entregasse, Nilton cometeu suicídio.

VEJA+ Sertanejo Bruno se recusa a cantar com o filho, Enzo Rabelo, durante live e é detonado na web: “Ridículo”

Kimberly Mota foi encontrada com diversas facadas, no apartamento do suspeito, na última terça-feira (12/05), no centro de Manaus. No depoimento concedido a delegada Zandra Ribeiro adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na noite desse domingo (17/05), o autor contou que durante a ligação para o pai disse. “Fiz merda acabei com minha vida, matei a Kimberly; o pai então teria o aconselhado. “Se entregue”.

No dia seguinte à ligação do filho, Seu Nilton, como foi identificado o pai de Rafael, cometeu suicídio.

Fonte Manaus Alerta